Tecnologia para facilitar a violência doméstica, como isso é possível?

Stalkerware é um exemplo de como a tecnologia pode se tornar um risco a vida. Este software está disponível comercialmente e permite a espionagem de parceiros – o que acaba facilitando a violência doméstica contra a mulher, assédios e abuso sexual. A luta contra a questão complexa do stalkerware exige ações de fornecedores de cibersegurança, instituições não-governamentais, organizações de apoio às vítimas e um trabalho com os autores, instituições acadêmicas e órgãos legisladores.

Para fornecer informações úteis para vítimas e sobreviventes, os membros da Coalizão contra Stalkerware criaram um vídeo que explica o problema desta ameaça, lista sinais simples que indicam a presença de um stalkerware e menciona as etapas que devem e não devem ser tomadas.

Unindo grupos de defesa, desenvolvedores de software, empresas de segurança e vítimas para acabar com tecnologia e software abusivos

A Coalition Against Stalkerware surgiu em 2019 para facilitar a comunicação entre a comunidade de segurança e as organizações que trabalham para combater a violência doméstica. As organizações fundadoras firmaram um pacto para combater a violência doméstica, perseguição e assédio ao enfrentar o stalkerware e informar o público sobre o problema.

Conforme a Coalizão evolui, ela tem como objetivo:

  • Definir boas práticas no debate sobre stalkerware e outras tecnologias potencialmente indesejadas implantadas sem conhecimento do usuário
  • Facilitar o aprendizado sobre stalkerware e ameaças relacionadas por profissionais e empresas de segurança
  • Melhorar a resposta da indústria de segurança de TI a este problema ao compartilhar exemplos de stalkerware conhecidos entre profissionais de segurança cibernética e soluções de segurança de TI
  • Definir critérios de detecção baseados em consenso
  • Elevar a conscientização e a informação sobre o stalkerware através de conteúdo e treinamento
  • Aumentar a capacidade técnica de organizações de serviço e defesa, trabalhando com vítimas.

Parceiros fundadores

Parceiros Associados

Parceiros Apoiadores

Consultor especial - Martijn Grooten