Home » Google remove aplicativos de stalkerware após pesquisadores descobrirem trackers na Play Store

Google remove aplicativos de stalkerware após pesquisadores descobrirem trackers na Play Store

Acessado em CNET.COM

Você acha que seria difícil encontrar um aplicativo que possa rastrear secretamente todos os movimentos de uma pessoa. Mas os pesquisadores os encontraram muito facilmente no Google Play Store.

A empresa de antivírus Avast disse, na quarta-feira, que encontrou sete aplicativos de stalkerware disponíveis no mercado de aplicativos do Android. Ao todo, eles foram instalados mais de 130.000 vezes. O Google removeu quatro dos aplicativos depois que a Avast denunciou as violações de privacidade na terça-feira e removeu os três últimos na quarta-feira. 

O Google disse que sua política proíbe aplicativos spyware comerciais e incentiva as pessoas a denunciarem aplicativos que violem seus padrões.

Os aplicativos Stalkerware geralmente se apresentam como software projetado para a segurança das crianças ou para encontrar telefones roubados, mas são usados ​​principalmente para agressores que perseguem pessoas em relacionamentos românticos. Eles podem rastrear e enviar dados de localização, além de fornecer contatos, registros de chamadas e mensagens de texto.

No “Spy Tracker”, um aplicativo que se apresenta como uma maneira de manter as crianças seguras, a maioria das avaliações concentra-se em vigiar entes queridos. Os invasores precisam de acesso físico aos dispositivos das vítimas para instalar esses aplicativos, mas podem mantê-los relativamente ocultos, pois monitoram secretamente todos os movimentos de uma pessoa. 

Once installed on a device, the attacker can get real-time location data and call logs without the victim ever knowing. - Avast

Uma vez instalado em um dispositivo, o invasor pode obter dados de localização em tempo real e registros de chamadas sem que a vítima saiba. – Avast

“Esses aplicativos são altamente antiéticos e problemáticos para a privacidade das pessoas e não deveriam estar no Google Play Store, uma vez que promovem comportamento criminoso, e podem ser usados indevidamente por empregadores, perseguidores ou parceiros abusivos para espionar suas vítimas”, diz Nikolaos Chrysaidos, chefe de inteligência de ameaças móveis e segurança da Avast em uma declaração. “Alguns desses aplicativos são oferecidos como de controle de pais, mas suas descrições mostram um panorama diferente, informando aos usuários que o aplicativo permite que eles ‘fiquem de olho em possíveis puladas de cerca’.”

É difícil saber se o seu dispositivo possui stalkerware instalado, uma vez que pesquisadores descobriram em 2018 que muitos programas antivírus não alertavam para aplicativos conhecidos de stalkerware. 

Nos sete aplicativos que Chrysaidos descobriu, eles solicitaram ao invasor a instalação de outro software e a exclusão do download inicial. Isso permitiu que esses aplicativos stalkerware espionassem vítimas sem um ícone, para que as pessoas não soubessem que estavam sendo vigiadas.

Em abril, a empresa de segurança cibernética Kaspersky anunciou que começaria a reprimir stalkerware como trackers maliciosos e avisar as pessoas se elas estiverem sendo vigiadas. 

Apenas em 2018, o antivírus da Kaspersky detectou stalkerware em 58.487 dispositivos. Outras empresas de antivírus, como Symantec, Malwarebytes e Lookout, também perceberam aumentos em seus esforços para bloquear stalkerware. A Avast disse que a detecção de ameaças também identifica stalkerware e alerta seus usuários. 

Os desenvolvedores por trás dos aplicativos stalkerware não responderam imediatamente ao nosso contato.

Publicado originalmente em 17 de julho às 10:46, fuso horário PT.

Leave a Reply

Your email address will not be published.